Posts

Campanha contra Poliomielite e Sarampo começa segunda-feira

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo começa na próxima segunda-feira (6). A meta é imunizar mais de 11 milhões de crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos, público mais suscetível a complicações de ambas as doenças. Em Balneário Camboriú, a expectativa é alcançar a marca de 5.175 crianças. O Dia D de mobilização está previsto para 18 de agosto, um sábado, quando cerca de 36 mil postos de saúde em todo o país estarão abertos.

Este ano, a vacinação será feita de forma indiscriminada, ou seja, todas as crianças dentro da faixa-etária estabelecida serão imunizadas – mesmo as que já estão com o esquema vacinal completo. Neste caso, a criança vai receber um outro reforço. A campanha ocorre em meio a pelo menos dois surtos de sarampo no Brasil, em Roraima e no Amazonas. No caso da pólio, 312 municípios registram baixas taxas de cobertura vacinal contra a doença.

Veja a seguir algumas das principais perguntas e respostas relacionadas à campanha, com base em informações divulgadas pelo Ministério da Saúde:

Quando e onde ocorre a campanha?

Entre 6 e 31 de agosto, com o Dia D agendado para 18 de agosto, em postos de saúde de todo o país.

Qual o foco da campanha?

Crianças com idade entre 1 ano e 5 anos incompletos (4 anos e 11 meses).

Crianças que já foram vacinadas anteriormente devem ser levadas aos postos?

Sim. Todas as crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos devem comparecer aos postos. Quem estiver com o esquema vacinal incompleto receberá as doses necessárias para atualização e quem estiver com o esquema vacinal completo receberá outro reforço.

Qual a vacina usada contra a pólio?

Crianças que nunca foram imunizadas contra a pólio vão receber a Vacina Inativada Poliomielite (VIP), na forma injetável. Crianças que já receberam uma ou mais doses contra a pólio vão receber a Vacina Oral Poliomielite (VOP), na forma de gotinha.

Qual a vacina usada contra o sarampo?

A vacina contra o sarampo usada na campanha é a Tríplice Viral, que protege também contra a rubéola e a caxumba. Todas as crianças na faixa etária estabelecida vão receber uma dose da Tríplice Viral, independentemente de sua situação vacinal, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

Adultos participam da campanha?

Não. A campanha tem como foco crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos.

Mesmo não sendo foco da campanha, adultos precisam de alguma das duas doses?

Sim. Conforme previsto no Calendário Nacional de Vacinação, adultos com até 29 anos que não tiverem completado o esquema na infância devem receber duas doses da Tríplice Viral e adultos com idade entre 30 e 49 anos devem receber uma dose da Tríplice Viral. O adulto que não souber sua situação vacinal deve procurar o posto de saúde mais próximo para tomar as doses previstas para sua faixa etária.

Sábado é o Dia D contra a gripe

Neste sábado (12 de maio), será o Dia D da campanha de vacinação contra a gripe. A dose, que protege contra o vírus influenza A (H1n1 e H3N2) e o B, está disponível para a população-alvo em todos os postos de vacinação do País desde o dia 23 abril, mas neste sábado todos os postos ficarão abertos para chamar as pessoas à prevenção.

A geriatra da Anjos do Lar, doutora Thaís Barreto Teixeira, esteve ontem no jornal A Voz do Povo, da Rádio Conexão FM, onde falou com os ouvintes sobre a importância desta 20ª campanha nacional, que encerra dia 1º de junho, desmitificando ideias errôneas sobre a vacina.

Segundo a médica, a gripe causada pelo vírus influenza A não é simples, não passa rápido. As estatísticas comprovam que ela aumenta os índices de hospitalização, com casos graves de pneumonia e quadro bacteriano, e pode matar – como ficou evidente na pandemia de 2009.

Em contrapartida, quem está imunizado pela vacina fica livre destes perigos. A doutora Thaís explica para quem ainda tem preconceito que a vacina não é composta pelo vírus vivo, mas sim inativado, para que possa gerar um processo imunológico de defesa no organismo.

Algumas pessoas apresentam, sim, algumas reações adversas, mas os índices são baixos e nem chegam perto dos perigos da gripe, que podem causar quadro de insuficiência respiratória grave.

Quais são os sintomas da gripe causada pelo influenza A?

Os sintomas são semelhantes aos da gripe comum, mas são mais intensos:

  • Febre súbita e alta;
  • Dor generalizada e forte no corpo;
  • Obstrução nasal e coriza;
  • Prostração.

Importante: o período de maior transmissão é 24 horas antes e até 3 dias após a febre alta.

Como posso me prevenir contra ela?

  • Lavando bem as mãos, sempre;
  • Usando lenço descartável, e não de tecido;
  • Evitando lugares fechados;
  • Evitando lugares com aglomeração;
  • Mantendo janelas abertas.

Quem pertence ao grupo especial e pode ser vacinado de graça nos postos de saúde?

  • Idosos com 60 anos ou mais;
  • Crianças de 6 meses ou com menos de 5 anos;
  • Trabalhadores da área de saúde;
  • Professores de escolas públicas e privadas;
  • Povos indígenas;
  • Gestantes;
  • Mulheres puérperas (45 dias pós-parto);
  • Pessoas privadas da liberdade (presos ou adolescentes de 12 a 21 anos que passam por medidas socioeducativa);
  • Equipe do sistema prisional;
  • Pessoas com doenças crônicas e de base (transplantados, ex-AVC, diabéticos, doença renal, neurológicas).

A doutora explica que no caso de pessoas com doenças de base, basta estar cadastrado no sistema público de saúde pela doença ou mostrar prescrição médica, indicando o caso. Já profissionais da área da saúde ou professores precisam comprovar a relação de trabalho.

Cuidado!

Quem tem alergia grave à proteína do ovo e da galinha deve cuidar. Neste caso, recomenda-se ir a um hospital para avaliar se há reação anafilática durante a vacinação.

Pessoas que não se enquadram nos grupos especiais e querem se vacinar devem procurar clínicas particulares.

Como vai funcionar a vacinação em Balneário Camboriú e Camboriú?

Em Balneário Camboriú, 100% da população-alvo foi imunizada em 2017. A meta deste ano é aplicar 32 mil doses, sendo 13.381 nos idosos.

A campanha começou dia 23 abril e encerra dia 1º de junho, com vacina disponível para os grupos especiais em qualquer posto de saúde.

Idosos

Idosos podem se vacinas nos postos de saúde e também na Secretaria da Pessoa Idosa, toda quarta-feira durante este mês de maio.

Em Camboriú

Os postos de saúde de Camboriú disponibilizam a vacina de segunda a sexta, das 8h00 às 11h45min e das 13h30 às 16h45min.

Há vacinação também no Centro de Diagnóstico e Tratamento (Cedit), das 14h às 16h30min.

Em Santa Catarina, o objetivo é vacinar 1,68 milhão de pessoas, o que representa 90% da população-alvo.

Importante: em função da facilidade de mutação genética, é preciso refazer a vacina todo ano. O tempo de ação e proteção dela é de apenas 6 meses a 1 ano.

Mande sugestões e nos acompanhe!

Mande suas perguntas ou sugestões de pauta para nós pelo email assessoria@anjosdolar.com.br ou pelo whatsapp 99758-0385! Podemos incluir sua dúvida em uma próxima participação no jornal A Voz do Povo. O programa vai ao ar todos os dias, das 7h às 9h, sob o comando da dupla PC e Peeter Lee Grando. A Anjos do Lar faz uma participação especial para falar sobre saúde nas terças-feiras, às 8h. Acompanhe a gente e participe!